quarta-feira, 31 de julho de 2013

Infecção do trato urinário em cães e gatos

Infecção do Trato Urinário em Cães e Gatos Infecção do trato urinário (ITU) é um dos problemas de saúde mais comuns em cães e gatos. E a infecção bacteriana é uma das causas mais frequentes de infecção do trato urinário. Quando a bactéria entra no trato urinário através da uretra e se multiplica na bexiga,  pode levar a ITU. Geralmente, os gatos são mais propensas a UTI do que os cães.

Causas

Infecção do trato urinário em animais tais como cães e gatos é causada principalmente pela bactéria, Escherichia coli. 

Outros agentes causadores são: 
  • Proteus mirabilis
  • Pseudomonas
  • Enterococcus e Klebsiella. 
  • Tumor de bexiga
  • câncer de bexiga 
  • anormalidades do trato urinário pode aumentar o risco de infecção do trato urinário. 
  • Pedra nos rins provoca um bloqueio do trato urinário, levando à infecção. 
  • Segundo alguns pesquisadores, ITU em cães e gatos está associada a sua dieta.  Alimentos secos (ração) para animais podem ser contaminados com bactérias, o que pode causar a infecção. 
  • Armazenamento inadequado de alimentos e práticas de alimentação pouco saudáveis ​​pode conduzir a multiplicação de E. coli.

Os sintomas

Há dois tipos de infecção do trato urinário:
 
infecção do trato urinário superior e infecção do trato urinário inferior. 
  • Sintomas da Infecção do trato urinário superior : vômitos, perda de peso e anorexia. 
  • Os sinais e sintomas de infecção do trato urinário inferior estão relacionados com alterações na micção. Isso inclui problemas e dor extrema durante urinar. A freqüência de micção é aumentada. Não está se esforçando ao urinar e dor localizada. A urina é turva e fétida. Pode haver uma presença de sangue na urina (hematúria). 

Alguns outros sintomas de ITU são:
  • dor na área abdominal inferior
  • febre
  • fadiga
  • letargia e perda de apetite.a
  • aumento da ingestão de água (Polidipsia)
  • aumento da produção de urina (Poliúria)
  • urina com odor forte, pútrido
  • alteração da cor da urina (amarelo forte, avermelhada, esverdeada)
  • sedimento na urina (conteúdo arenoso)
  • tempo e posição de micção alterados (muito tempo em mesmo posicionamento, machos não castrados urinando em posição de fêmea)
  • frequência e quantidade de urina alterados (alta frequência, com pouco volume por micção)
Quando você perceber esses sintomas em seu animal de estimação, você deve imediatamente levá-lo ao veterinário.
O diagnóstico precoce é a melhor maneira de prevenir ou retardar a perda de função renal ou o desenvolvimento da insuficiência. Qualquer doença do trato urinário quando recidivante ou não tratada adequadamente pode levar a doença ou insuficiência renal, mesmo alterações consideradas simples como as infecções de bexiga.(http://www.clinivet.com.br )
Diagnóstico

O diagnóstico de ITU em cães e gatos é feito com a ajuda de exame físico, antecedentes médicos e sintomas. O veterinário realiza um exame físico completo, incluindo a palpação do abdômen. O histórico médico inclui as questões sobre se seu animal de estimação é castrado e com que idade, do consumo de água, medicamentos anteriores, doença ou alterações na micção, tipo de alimentação. Análise da urina é feito para determinar a presença de bactérias, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e cristais. Urina excessivamente alcalina indica a possibilidade de UTI. Cultura e sensibilidade de urina é realizada para identificar o agente causador.


Tratamento

Esta infecção em cães e gatos é tratado com um uso de antibióticos. No caso de infecções graves ou persistentes infecções do trato urinário, a cateterização ou cirurgia pode ser necessária. Ela pode ser tratada com alguns remédios à base de plantas. Goldenrod composto Cavalinha é a tintura de ervas, que podem ajudar a aliviar os sintomas irritantes de UTI. Algumas outras ervas utilizadas para o tratamento de UTI são Berberina, Cranberry e Ester-C. Estas ervas ajudam a reduzir a inflamação e controlar os sintomas.

Para evitar esses problemas de saúde, você deve cuidar bem de seu animal de estimação. A saúde do seu cão e gato de saúde dependerá da quantidade de atenção que você gasta em sua nutrição e outras questões relacionadas à saúde. Junto com isso, garantir que você dispensa tempo e da ao seu animal de estimação exercício e brincadeiras para mantê-lo saudável e feliz para sempre.

Fontes pesquisadas: 
http://www.clinivet.com.br/servicos/nefrologia (recomendo visita a este link para mais informações sobre este assunto)

Fonte: Dicas Peludas.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Aquecendo os gatos ferais no inverno

http://www.pawesome.net/2010/07/diy-feral-cat-shelters-pet-projects/
Depois da ideia das casas feitas de bacias para os bichinhos carentes dos países tropicais,fica aqui essa nova vinda dos países gelados onde no inverno é preciso aquecer bem seus peludos desabrigados
Passo a passo de um abrigo aconchegante e quentinho para aqueles gatinhos que vivem livres nos jardins e ruas sem deixar que ninguém se aproxime deles,conhecidos como ferais.
Mas nada impede que seja usado por seu bichano ou os de abrigos.


Compre em depósitos de plásticos ou lojões tipo R$ 1,99 esses porta trecos,de dois tamanhos

um tem de encaixar no outro com sobra entre eles onde irá a fibra isolante
Siga o passo a passo
(click na foto para visualizar) 


1- recorte a entrada (você pode usar uma faca bem aquecida no fogo
2- forre o corte com uma fita para que o gato não se machuque
3- faça o mesmo na outra caixa
4- (5/6/7) encaixe uma na outra e preencha o espaço com a fibra isolante
Feche a tampa,coloque um cobertor quentinho forrando bem todo o espaço (se colocar próximo a casa você pode usar uma almofada elétrica para manter bem aquecida como esta da foto...
Nesse caso aqui,você observa que não foi retirado o pedaço cortado e sim preso com a fita aproveitando para proteger mais a entrada. 

Uma outra sugestão é fazer com caixas de isopor
Aqui no Brasil onde o clima não é tão intenso você pode usar apenas um isopor, ou se preferir 2, encaixando um dentro do outro.
Aqui foi reutilizada a embalagem de isopor para eletrônicos
http://www.dunroaminstrayandrescue.com/feral_winter.html
Você pode fazer também usando o porta treco e o isopor forrando com feno deixando-a bem aconchegante


http://www.pictures-of-cats.org/easytobuild-winter-shelter-for-feral-cats.html



ULTRA ECONÔMICO (para cães e gatos)




Você vai precisar

-caixas de papelão 
-fibra de proteção usada para transportar estofados e aparelhos eletrônicos (facilmente encontrada como descartes nas lojas e shoppings que vendem estas mercadorias)
-plástico preto comum para obras e reformas
- fita adesiva
-cobertor

Não é a coisa mais bonita,mas numa emergência e falta de $$,ajuda.

Outros...







 Este é sofisticado,mas fica a sugestão para o uso de uma lixeira com cobertores (é soltar a criatividade)
http://www.catchannel.com/city-kitty/architects-for-animals-giving-shelters.aspx

Fonte: DENISE DECHEN (http://dicaspeludas.blogspot.com.br/)02/02/2012

Queda de temperatura abaixo do normal em cães e gatos

HIPOTERMIA EM CÃES E GATOS
Texto retirado na íntegra do Blog do Hospital Veterinário PET CARE

Hipotermia é a queda de temperatura abaixo do normal em animais que mantém a temperatura constante (exemplo de cães e gatos cuja temperatura corpórea fica em torno de 38,3 e 39,3° C). Podemos ter classificar a hipotermia em.
* Hipotermia discreta: entre 32,2 a 35° C.
* Hipotermia moderada: entre 28,2 e 32° C
* Hipotermia grave: abaixo de 28 ° C.
Medir (mensurar) a temperatura de todos os cães e gatos atendidos no Pet Care faz parte de todo atendimento clínico. Normalmente fazemos isso para saber se o animal esta com febre, mas podemos descobrir também que a temperatura está muito baixa e isso pode ser grave. Filhotes (neonatos com menos de 30 dias de idade), gatos, e animais senis (velhos) são os principais candidatos a hipotermia.

CAUSAS DE HIPOTERMIA:
* Temperatura ambiente muito baixa (inverno, umidade, vento frio)
* Termorregulação prejudicada como em neonatos (filhotes), animais idosos,animais com hipotireoidismo (disfunção da tireoide) ou disfunção do hipotálamo.
* Animais doentes, debilitados ou com lesões extensas favorecendo a perda de calor.
* Animais muito pequenos.
* Geração inadequada de calor como em neonatos animais caquéticos.
* Pouca gordura corporal e baixas reservas de açúcar como animais com hipoglicemia.
* Idade muito avançada.
* Anestesia e cirurgia.

SINAIS CLÍNICOS:
* Comprometimento da consciência
* arritmias
* hipotensão
* diminuição da frequência cardíaca
* depressão respiratória
* hipoxemia
* tremores
* mucosas pálidas
* pupilas dilatadas e fixas (olhar vago).
Muito comum em raças pequenas ( de pequeno porte), neonatos e cães idosos.

TRATAMENTO:Método de bolsa quente que pode ser feito em casa com garrafa pet ou luva com água aquecida em microondas – muito cuidado com queimaduras.

1)Você vai precisar de: - uma garrafa Pet das pequenas ou no
máximo 1,5 L. Ela deve ser de plástico firme e ter boa vedação na rosca, ou fazer como a Thelma Roza, que como boa curitibana (PN), sabe todas as dicas contra o frio, ela usa a garrafa de álcool, que tem o plástico branco que é bem resistente e tampa de boa vedação.
- um paninho do tamanho que envolva a garrafa
- um saco plástico sem furo
2) Encha a garrafa com água morna para quente. Verifique se o plástico continua firme. Feche bem a tampa
3) embrulhe a garrafa com o pano
4) envolva tudo com o saco plástico e dê um nó.(ele e o pano,vão proteger contra vazamentos)
5) sinta em você se a temperatura está agradável. Encoste no animal que deve estar seco e enrolado em cobertores. Se for preciso coloque várias garrafas cercando o corpinho do bichinho para aquece-lo. (Fonte- Dicas Peludas)

Fonte: Dicas Peludas
Imagem: Pet Care Rx
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...